Ranking da Transparência do Poder Judiciário

O Ranking da Transparência do Poder Judiciário foi instituído pelo Art. 42-A da Resolução 215/2015 do CNJ e consolida os dados que devem ser publicados pelos Tribunais por meio da tabela de avaliação e pontuação da transparência, definida em 2020 por meio da Portaria 67/2020 do CNJ, que é apresentado abaixo.

GESTÃO – O órgão publica:

AUDIÊNCIAS E SESSÕES – O órgão publica:

SERVIÇO  DE  INFORMAÇÕES  AO  CIDADÃO (SIC) – O órgão publica:

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO – O órgão publica:

GESTÃO ORÇAMENTÁRIA – O órgão publica:

LICITAÇÕES, CONTRATOS E INSTRUMENTOS DE COORPERAÇÃO

O site divulga as seguintes informações relativas a procedimentos licitatórios:

O site divulga as seguintes informações concernentes a dispensas e inexigibilidades de licitação:

GESTÃO DE PESSOAS – O órgão publica:

AUDITORIA E PRESTAÇÃO DE CONTAS – O site apresenta:

SUSTENTABILIDADE E ACESSIBILIDADE – O órgão publica:

 

 

Resultados

O Ranking da Transparência do Poder Judiciário é apurado anualmente pelo Conselho Nacional de Justiça. O monitoramento do histórico de resultados do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região é o primeiro passo de diagnóstico para a subsequente definição de ações a fim de aprimorá-lo.