Gestão Estratégica

 Gestão Estratégica, que identifica a área do Portal.

 2014-2020Importantes alterações nas competências constitucionais atribuídas ao Poder Judiciário fizeram com que o princípio constitucional da eficiência ganhasse cada vez mais destaque nos processos de gestão judiciária e administrativa das cortes judiciais brasileiras. Impulsionado por este princípio, torna-se cada vez mais necessário aos órgãos do Poder Judiciário a revisão de sua forma de atuação e a promoção de alterações em suas estruturas de funcionamento, exigindo de seus integrantes a avaliação periódica da qualidade dos serviços que prestam à sociedade. Nesse contexto, o planejamento estratégico surge como uma importante ferramenta para operacionalizar esse processo de mudança.

Conforme a definição de Peter Drucker[1], planejamento estratégico é o processo contínuo de, sistematicamente e com o maior conhecimento possível do futuro contido, tomar decisões atuais que envolvem riscos; é organizar sistematicamente as atividades necessárias à execução dessas decisões, e, através de uma retroalimentação organizada e sistemática, medir o resultado dessas decisões em confronto com as expectativas alimentadas.

Nesse sentido, quando tratamos da necessidade de promover a modernização da gestão da Justiça do Trabalho da 8ª Região, falar em planejamento estratégico é discutir qual o rumo se deve tomar, de forma coordenada e controlada, para atingir aquilo que seus magistrados, servidores e jurisdicionados demandam. Foi com essa finalidade que a Justiça do Trabalho da 8ª Região aprovou, ainda em 2007, o seu Planejamento Estratégico Institucional para o período de 2007 a 2011.

Com a edição da Resolução n.º 70, de 18 de março de 2009, do Conselho Nacional de Justiça, que dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégica do Poder Judiciário, o Planejamento Institucional foi adequado à estratégia nacional, ficando sua abrangência estendida até o ano de 2013.

A partir de 2012, a JT da 8ª Região passou a incorporar ao seu sistema de gestão a técnica de cenários prospectivos, a análise de atores e os princípios da inteligência estratégica, com a finalidade de manter-se alinhado ao estado da arte da gestão estratégica.

Nesse momento, haja vista as transformações promovidas em seu ambiente interno e as que vêm ocorrendo no âmbito externo de sua atuação, a Justiça do Trabalho da 8ª Região busca redefinir suas estratégias e priorizar as ações necessárias para a construção do futuro desejado pela instituição, na busca da prestação jurisdicional célere e efetiva.


[1] Apud CHIAVENATO, Idalberto & SAPIRO, Arão. Planejamento Estratégico. Rio de Janeiro, Ed. Campus, 2003.

 

Atos Normativos

Conheça os Atos Normativos relativos à Gestão Estratégica:

Planejamento Estratégico Institucional

Sistema de Gestão do Planejamento Estratégico