Valores

Os valores são virtudes desejáveis ou características básicas positivas que a instituição quer preservar, adquirir e/ou incentivar. Constituem uma fonte de inspiração no ambiente de trabalho. São valores institucionais da Justiça do Trabalho da 8ª Região:

  • Ética: agir com honestidade e integridade em todas as suas ações e relações;
     
  • Gestão Democrática: desenvolver suas ações gerenciais de forma participativa, baseada em dados e fatos e voltada para a satisfação dos jurisdicionados;
     
  • Responsabilidade Socioambiental: atuar para a garantia da cidadania e para a gestão ambiental, por meio de ações de responsabilidade social e de práticas ecoeficientes;
     
  • Inovação: buscar soluções inovadoras para a melhoria da prestação jurisdicional, destacando-se pela criatividade, modernidade e quebra de paradigmas;
     
  • Transparência: praticar atos com visibilidade plena no desempenho de suas atribuições;
     
  • Dignidade Humana: pautar suas ações com estrita observância ao princípio da dignidade da pessoa humana, entendido como valor supremo que atrai todas as demais garantias constitucionais;
     
  • Valorização das Pessoas: reconhecer e valorizar o alto desempenho das pessoas, proporcionando os meios necessários para a garantia de um ambiente de trabalho saudável e equilibrado;
     
  •  Memória Institucional: valorizar a história institucional, por meio da preservação de documentos e objetos, bem como garantir o acesso da sociedade ao acervo histórico da Justiça do Trabalho da 8ª Região;
     
  • Integração: desenvolver suas atividades de forma integrada com pessoas e instituições, buscando a reunião de esforços para a realização da justiça e o alcance da paz social;
     
  • Cooperação: prezar pelo compartilhamento de boas práticas e pela criação de sinergia na execução de atividades e desenvolvimento de projetos;
     
  • Proatividade: realizar atividades de forma a antecipar-se aos acontecimentos que possam influenciar positiva ou negativamente a instituição;
     
  • Meritocracia: valorizar conhecimentos, habilidades e atitudes das pessoas, de modo a incentivar a busca pela excelência na prestação jurisdicional.