Elaboração

O processo de construção do Planejamento Estratégico Institucional da Justiça do Trabalho da 8ª Região foi iniciado em janeiro de 2007 e concluído em novembro daquele mesmo ano, com a aprovação do Plano Estratégico para período de 2007 a 2011 pela Resolução nº 407/2007. Desenvolveu-se em cinco etapas (sensibilização, diagnóstico, elaboração, execução e avaliação) e duas fases (formulação da estratégia e implementação da estratégia). As três primeiras etapas integram a fase de formulação e as duas últimas, a de implementação.

Imagem apresenta o PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

GRÁFICO I
PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Fonte: Secretaria de Gestão Estratégica do TRT8.

Com a edição da Resolução nº 70, de 18 de março de 2009, do Conselho Nacional de Justiça, que dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégica do Poder Judiciário, o Planejamento Institucional da JT8 foi adequado à estratégia nacional (Resolução nº 274/2009), ficando sua abrangência estendida até o ano de 2013. De acordo com o Departamento de Gestão Estratégica do CNJ, o TRT 8 foi o primeiro Tribunal brasileiro a adequar seu planejamento à estratégia nacional do Poder Judiciário.

Em 2014, após a realização de 4 (quatro) Encontros Regionais, de 1 (um) Encontro com Unidades Administrativas e da realização do II Fórum de Gestão Estratégica da Justiça do Trabalho da 8ª Região, foi aprovado o novo Planejamento Estratégico Institucional que irá viger de 2014 a 2020 (Resolução nº 11/2014) 

 A seguir, detalhamos cada uma das etapas e fases do processo de construção do Planejamento Estratégico da JT8.

FASE DE FORMULAÇÃO

A metodologia utilizada nessa fase baseou-se nas orientações da Escola Nacional de Administração Pública – ENAP, associada à ferramenta de planejamento estratégico denominada Matriz FOFA[1].

Essa ferramenta busca definir as relações existentes entre as forças e fraquezas da organização com as tendências mais importantes do ambiente organizacional, tanto interno, quanto externo, delimitando as oportunidades e ameaças para a organização.

Utilizando a matriz FOFA, traçamos um panorama do ambiente no qual a Justiça do Trabalho da 8ª Região encontra-se atualmente inserida e, com base nesse contexto, definimos os objetivos estratégicos que a instituição deverá perseguir para cumprir sua missão.

Para subsidiar essa análise do ambiente, e levando em consideração a introdução do acompanhamento de Cenários Prospectivos como instrumento para a definição de estratégias de médio e longo prazo, foram levantados dados relativos aos eventos futuros que são monitorados pela Secretaria de Gestão Estratégica do TRT da 8ª Região. O gráfico abaixo revela de que forma os cenários podem influenciar a estratégia institucional:

Imagem apresenta o PROCESSO DE PROSPECTIVA ESTRATÉGICA

GRÁFICO II
PROSPECTIVA ESTRATÉGICA

Fonte: Secretaria de Gestão Estratégica do TRT8.

FASE DE IMPLEMENTAÇÃO

Para a implementação da estratégia é essencial a adoção de um modelo de gestão integrado que reúna as informações necessárias ao alcance dos resultados planejados.

Partindo dessa premissa, a Presidência do Tribunal, ainda em 2007, optou por utilizar o sistema gerencial denominado Balanced Scorecard (BSC), como metodologia para operacionalizar o seu planejamento institucional.

Em linhas gerais, o BSC é um sistema de gestão que visa comunicar, quantificar e avaliar o desempenho da instituição em relação aos seus objetivos estratégicos, permitindo um equilíbrio entre objetivos de curto, médio e longo prazo e entre medidas financeiras e não financeiras, agrupadas sob quatro perspectivas: sociedade, processos internos, aprendizado e crescimento e orçamento. Com a edição da Resolução nº 70/2009, do Conselho Nacional de Justiça, o BSC consolidou-se como ferramenta de gestão da estratégia nacional do Judiciário.

O diagrama a seguir sintetiza as fases de formulação e implementação da estratégia do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região.

Imagem que apresenta o PROCESSO DE FORMULAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA

GRÁFICO III
FORMULAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA

Fonte: Secretaria de Gestão Estratégica do TRT8.


[1] O termo deriva do acrônimo das palavras Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças (FOFA). Essa metodologia é comumente conhecida por sua sigla em inglês (SWOT), iniciais de Strenghts, Weaknesses, Opportunities e Threats.